sOme West Coast flavor!!!!

Posted by Steven87 on Saturday, October 02, 2010 comments (0)

Adivinhem lá de quem irei eu falar no #9 da Freestyle Mag...?!?!?!!?



#8 nas bancas...

Posted by Steven87 on Saturday, October 02, 2010 comments (0)

Já se encontra nas bancas o #8 da Freestyle Mag... Na página 45 deste número podem encontrar a minha mais recente passagem pelo mundo das reviews...

Desta vez a escolha recaiu sobre "Revolutions Per Minute", álbum que resulta do trabalho conjunto entre Talib Kweli e Hi-Tek...

Neste número podem ainda encontrar entrevistas com DJ Link e Kacetado, inúmeras reportagens, grandes fotos e muita informação sobre concertos e actividades a decorrer nos próximos tempos...







Fica ainda um dos meus sons favoritos neste álbum, "Strangers", que conta com participação de Bun B...

Eric Benet - "Hunger" live...

Posted by Steven87 on Tuesday, June 01, 2010 comments (0)

Who needs a test drive?!

Posted by Steven87 on Sunday, May 23, 2010 comments (0)

Keith Sweat com Joe...Mais um belo som produzido este ano...

new sOngs

Posted by Steven87 on Sunday, May 23, 2010 comments (0)

Boa Musica...Boa Musica...É disso que precisamos!!!


Pois bem, aí fica uma amostra daquilo que este Verão nos pode reservar. Joe pois claro, sempre ele, com uma voz tremenda e com uma boa produção musical e é isto, grande som! Ah, caso não saibam, o ultimo álbum deste senhor recebeu a distinção de Melhor Album R'n'B de 2009 atribuída pelo iTunes... Não é uma distinção ao nível de um Grammy (bem entregue a Maxwell), mas pelo menos fica a menção honrosa para um senhor que já merece mais reconhecimento da parte do grande publico...

Como primeiro tema fiquem com o sugestivo, "When The Light Goes Off"...



Fica aí também aquele que é dos melhores sons que tive a possibilidade de ouvir durante este ano de 2010, falo de "Last Night Home"...Que grande som!!!


On rOtatiOn: Ghostdini: Wizard Of Poetry...

Posted by Steven87 on Sunday, May 02, 2010 comments (0)

Pois bem, Ghostface Killah, histórico membro do não menos histórico super grupo Wu Tang Clan, lançou em Setembro de 2009 um dos melhores álbuns que pude ouvir nos últimos tempos...

Como poderão depreender das participações especiais, neste álbum existe uma forte componente R'n'B. Jovens como Raheem DeVaughn, Lloyd e Estele contribuem com boas participações no que à parte R'n'B diz respeito, mas nomes consagrados do Hip Hop e do R'n'B, como são os casos de Kanye West, que dá voz a um remix de "Back Like That", que tal como na versão original conta com a presença de Ne-Yo e ainda a participação de John Legend que contribui de forma muito positiva para um dos melhores sons do álbum, falo de "Let's Stop Playin", transformam este trabalho não só num álbum com uma vertente R'n'B muito forte, mas também numa agradável amostra de qualidade e bom gosto de principio a fim.

Sem os habituais clichés dos pistoleiros, pimps, senhores das ruas, este é um álbum que contraria tudo isso, dando primazia às boas escolhas ao nivel de produção e de participações.

Para ouvir atentamente...

em rotação... Murs

Posted by Steven87 on Thursday, April 01, 2010 comments (0)

Fiquem com um excelente som proveniente das ruas de LA... Guardarei aqui um espaço para mais atentamente vos falar de Murs, um dos melhores rappers do momento e que merece ser reconhecido pelo seu já longo trabalho...

get da FREEWAY!!

Posted by Steven87 on Tuesday, March 02, 2010 comments (0)

Freeway, conhecido rapper de Philly está de volta, desta vez longe da labbel de Jay-Z, Freeway decidiu lançar-se num album em parceria com Jake One e o resultado foi Stimulus Package... A review sairá no próximo número da revista Freestyle, mas posso desde já garantir que se trata de um album que abre boas perspectivas para o ano de 2010.


Fiquem com uma amostra daquilo que podem encontrar neste trabalho... O primeiro single e video "Know What I Mean"

Another Round...by Jaheim

Posted by Steven87 on Wednesday, February 17, 2010 comments (0)

Depois de Makings of a Man, lançado em 2007, chegou às lojas aquele que será um dos melhores albuns de R'n'B deste ano, "Another Round" da autoria do bem conhecido Jaheim é um album que vos irá prender da primeira à ultima faixa.

Uma review mais aprofundada será aqui apresentada nos próximos dias. Para já fiquem com o single Ain't Leavin Without You, remix que conta com a participação de Jadakiss, naquela que é uma reedição de uma parceria anterior entre ambos os artistas.

Finally!!!

Posted by Steven87 on Tuesday, January 26, 2010 comments (0)

Depois de um longo período de ausência, estou neste momento em condições de voltar a escrever aqui nesta humilde casa.

Para já vou deixar aqui um aperitivo daquilo que nos próximos dias vos poderei apresentar, fiquem com um video de Ghostface Killah, membro dos Wu Tang Clan que regressou com um album a solo que mistura a forma sempre descontraída de Face com os sempre agradáveis sons R'n'B... Os puristas poderão dizer que este é um album que se afasta da essência daquilo que foi Ghostface e o legado de Wu Tang, mas na verdade o resultado final do album acaba por reverter um pouco esta ideia.

Seguindo com Wu Tang, depois de Gosthface....mais Ghostface, desta vez com Method Man e Raekwon, três lendas vivas do Hip Hop made in East Coast!!! NYC!!! Fica também o excelente "New Wu", listen and learn!!!




Freestyle Mag V!!!

Posted by Steven87 on Tuesday, December 22, 2009 comments (0)

O tempo vai passando e as reviews vão, felizmente, multiplicando-se... Nesta mais recente edição da Freestyle Mag, tive o privilégio de analisar o mais recente trabalho de Royce Da 5'9"..."Street Hop"...

Podem ler a review cOmprando esta revista, que é deveras espectacular!!!


Nas proximas semanas pretendo lançar aqui no blog mais algumas reviews, nomeadamente o novo album de R.Kelly "Untitled" e ainda dar a conhecer uma senhora que ainda não teve a oportunidade de se mostrar por terras Lusas. Falo de Nneka... (Agradeço a dica ao mano Guerra!)


cUmps!!!

Freestyle Mag IV

Posted by Steven87 on Wednesday, November 04, 2009 comments (0)

Encontra-se num Quiosque, Papelaria, Livraria perto de ti, o nº4 da Revista Freestyle. Pois bem, nessa mesma revista podem encontrar mais uma das minhas incursões pela imprensa escrita...

Lá analiso o mais recente album de Blaq Poet...

Leiam que vale cada palavra!!! Ah e o resto da Revista também é de grande qualidade!!! Garanto!!!

cOmprem e apoiem esta Cultura!!!



Paz!

Good mUsic...nO dOubt!!!

Posted by Steven87 on Sunday, November 01, 2009 comments (0)

Maxwell, um veterano das lides do R'n'B e Neo-Soul está de volta este ano com um vibrante BLACKsummers'night...
Caso não se lembrem deste senhor, aconselho a ouvirem sons como Ascension Don't Ever Wonder, Fortunate, Lifetime...só para citar alguns... Para aqueles que não estão a ver quem é, estes sons irão certamente avivar a memória.

Voltando ao album, garanto que é sem duvida uma das melhores produções deste ano. Ano esse em que se têm consagrado pseudo-artistas como lady gaga (nem me irei dar ao trabalho de escrever este nome em maiúsculas), fiquem aqui com um verdadeiro Artista. Maxwell apresenta um trabalho que varia entre os sons do R'n'B contemporâneo, com os sempre vibrantes sons do Jazz e Soul. Fantástica e brilhante é esta panóplia de sons, tudo misturado magistralmente com a voz de Maxwell.
Curioso é que, tal como eu defendo, este é um album de 9 faixas apenas, mas garanto, as 9 valem por centenas daquilo que ultimamente se tem produzido.

Vão vibrar a ouvir este album, grandes baladas como o primeiro single "Pretty Wings", "Stop The World", "Fitsful Of Tears" e o calmo e extremamente melódico, com acompanhamento na viola, "Playing Possum".
Temos ainda sons mais ritmados, bem ao estilo de Maxwell, sempre com uma good vibe impressionante, como são os casos de "Cold", "Love You", "Phoenix Rise" e aquele que para mim é o melhor do album, "Bad Habits".

Deixo-vos aqui precisamente o video da minha canção favorita, "Bad Habits", que é simultaneamente o segundo single deste album.

sOul frOm Brazil!!!

Posted by Steven87 on Sunday, October 25, 2009 comments (0)

Pois bem, depois de muito tempo, muito tempo mesmo de procura...finalmente chegou até mim o som que eu tanto procurava... Ed Motta!!! A grande voz da Soul Music do Brasil...

A primeira vez que ouvi foi nos primórdios de um talk show de Herman José, Herman Sic no caso (quando ainda valia a pena ver este programa). Quando ouvi, desde logo fiquei encantado com a forma como este senhor canta, sente e mistura Soul, R'n'B, Jazz, Funk, tudo numa mescla de pura boa musica!!!

Vou deixar aqui um dos meus sons favoritos, Solução. Este som foi gravado ao vivo em São Paulo e posteriormente lançado em DVD. Para além deste, aconselho vivamente sons mais antigos como Tem Espaço Na Van, Que Bom Voltar, Dez Mais Um Amor, Entre e Ouça, Coincidência, Caso Sério e aquele que a maioria de vocês vai conhecer, Fora da Lei!



Bem, fica aqui então, Solução...

Slaughterhouse - One

Posted by Steven87 on Thursday, October 08, 2009 comments (0)

Fica aí o primeiro video/single de um dos grupos que tem tentando abanar o mundo do Hip Hop...

Falo agora de Slaughterhouse pois um dos seus membros, Royce Da 5'9'' prepara-se para lançar no próximo dia 20 do corrente mês, um novissimo trabalho, que dará pelo nome de Street Hop....Estejam atentos...

Method and Redman... whAt a shOw

Posted by Steven87 on Thursday, October 01, 2009 comments (0)

Fica aqui um dos videos que sairam do ultimo album desta dupla (Blackout! 2). Podem ler a minha review a este album na edição nº3 da revista Freestyle ou então aqui.

Fica aí o video... "A-Yo"

Será desta?!

Posted by Steven87 on Thursday, September 24, 2009 comments (0)


Pois é, está anunciado para o próximo dia 17 de Novembro (depois de tanta data ter sido anunciada...), o regresso às lides musicais de um dos maiores rappers de sempre...

Falo claro, de "The Fiend Of The Mic"... Rakim!!! 10 anos depois de "The Master", parece estar para chegar "The Seventh Seal"...

Fica aí a capa e um dos videos promocionais que vão circulando pela net...


Joe has signed back...

Posted by Steven87 on Sunday, August 23, 2009 comments (0)

Joe é um dos meus cantores favoritos, meu e de todos aqueles que gostam de ouvir uma boa musica e acima de tudo, uma grande voz...


Para quem não sabe, Signature é o oitavo álbum deste artista. Sendo o oitavo álbum deveria ser desde logo um artista consagrado entre nós, mas a verdade é que no nosso País ainda muito pouca gente conhece este talento.

Sendo eu um fã incondicional de Joe, o patamar de exigência é mais elevado, posso afirmar que os dois últimos álbuns (Ain’t Nothin’ Like Me e Joe Thomas, New Man) me tinham deixado desiludido, pois sabia que Joe era capaz de muito melhor.


Signature fica marcado por um corte radical com esses dois últimos álbuns. Primeiramente no número de músicas, 12 apenas (sem contar com os “bonus”). Eu que prefiro álbuns curtos em vez de tiradas com 20 sons em que apenas 10 se aproveitam, fiquei agradado com este facto.

Logo de entrada Joe apresenta-nos aquele que é o primeiro single do álbum, Majic. Este é um daqueles sons que me lembra o album And Then, a produção é do melhor que me chegou às mãos nos últimos meses (anos?!). Joe com uma voz deslumbrante, vibrante, uma letra com um cariz marcadamente sexual (típico deste estilo) consegue cativar-nos de princípio a fim, excelente escolha para single e excelente maneira de iniciar o álbum, melhor era impossível.


Sex Girl, a produção está mais fraca, Joe é que demonstra mais uma vez porque ainda é um dos melhores, genial a forma como adapta a voz a um som diferente daquele que apresenta no resto do álbum.

Very Special Friend é o som que se segue, e que som!!! Brilhante, Joe volta a brilhar intensamente neste som, ao nível do primeiro single.


Friends Don’t Let Friends Down e Worst Case Scenario são talvez os primeiros sons com um toque a balada romântica. São também aqueles que primeiro apresentam a boa vibe que nos é trazida pela mistura do som da bateria e da viola...


De seguida Wanna Be Your Lover, que a meu ver é dos sons mais bem produzidos de todo o álbum, a bateria em fundo e os violinos são deslumbrantes e cativam-nos até ao fim, sendo que a sonoridade Jazz que lhe é dada torna este som um dos melhores do álbum. Aquilo que disse anteriormente assenta na perfeição em Miss My Baby, Soul, Funk (aquela guitarra!!!) Jazz, está lá tudo…Perfeito.

Em Come Get To This faz lembrar Marvin Gaye, muito boa produção, mais uma vez com um toque de Jazz que faz funcionar este som na perfeição.


Metaphor é aquele som tipicamente Joe, balada romântica que se ouve muito bem, daqueles sons que não se cansa de ouvir. A qualidade de produção é mais uma vez algo que marca este som.

Em Love's Greatest Episode, sequela de Love Scene, Joe usa lines que usou em sons como Peep Show (My Name Is Joe – ano 2000) e mais recentemente no Life Of The Party (Ain’t Nothin’ Like Me – 2007), mas a verdade é que este som em nada fica a dever aos seus antecessores, é daqueles sons que podia perfeitamente entrar num Greatest Hits, a voz de Joe enquadra-se na perfeição com a produção, é sem duvida, um dos meus favoritos.

Sensitive Lover tem um ritmo mais acelerado, é um som feito para ser dançado. Difere dos restantes sons do álbum essencialmente no aspecto rítmico.


O último som do álbum curiosamente não conta com a participação de Joe, sendo Lylit quem dá voz a todo o som. É algo curioso, pois sendo à partida apenas uma participação, Lylit acaba por se “apoderar” de toda a canção. Posso dizer que é o som mais fraquinho em todo o álbum…

As bonus tracks presentes na versão Deluxe, garanto-vos, de bónus apenas têm o facto de serem um bónus sem qualidade, nem as participações de Game e Diddy salvam esses pseudo bónus. O que me leva a dizer que este álbum se não tivesse participação alguma era sem dúvida um álbum 5 estrelas, assim fica-se pelas 4.


Álbum para entrar nos melhores do ano. Aliás, dos melhores dos últimos anos!



jOe is back...

Posted by Steven87 on Sunday, August 23, 2009 comments (1)

Joe, um dos melhores interpretes do R'n'B proveniente dos Estados Unidos está de volta com um album que promete reanimar um estilo que parecia condenado...

Signature é o nome do album, "Majic" (não é erro), o primeiro single...

Fica o video... A critica está para breve...

Blaq Poet

Posted by Steven87 on Friday, August 14, 2009 comments (0)

Um dos históricos Mc's de NYC juntou-se a um dos maiores produtores de sempre, Dj Premier e o resultado é Blaqprint...

Fica aqui um pequeno aperitivo...

Mais a ler na Freestyle nº4... Fiquem atentos...

HAPPY BIRTHDAY!!!

Posted by Steven87 on Sunday, August 09, 2009 comments (0)



e ainda....

Nas and Damian Marley...together!!!

Posted by Steven87 on Saturday, August 01, 2009 comments (0)

Distante Relatives, decorem este nome, pois é sem duvida absolutamente nenhuma, um dos albuns mais aguardados do ano.
O que de tão especial terá este album para ser um dos mais aguardados dos ultimos tempos?! (Perguntam vocês)... Pois bem, este album junta numa colaboração brilhante, Nas, um dos maiores rappers de New York (Queens), com um dos mais prodigiosos filhos de Bob Marley, falo de Damian Marley.

Esta colaboração não é inédita, sendo que em 2005 estes dois senhores produziram um dos maiores hits desse ano,
Road to Zion (podem ver o video aqui). Daí para cá ficou sempre alguma mágoa por não ter existido mais nenhum trabalho em conjunto destes dois artistas.
Quatro anos após este trabalho, decidiram agora juntar-se para uma mega produção à qual deram o nome de
Distante Relatives...

Fica já aqui uma pequena amostra daquilo que aí vem... Ouçam e aguardem, porque é já em Agosto que esta obra prima irá ver a luz do dia...

Como Nas diz, "This is not Rap, This is not Reggae....this is something else..." Não podia ser mais verdade...


Street Sweeper Social Club

Posted by Steven87 on Tuesday, July 21, 2009 comments (0)

Hoje apresento-vos uma banda que acaba de ser formada por um dos meus guitarristas favoritos, Tom Morello, que ficou celebrizado por fazer parte de grupos como Rage Against The Machine e Audioslave e ainda pelo rapper Boots Riley, este ultimo que fazia parte do colectivo The Coup...


Com uma junção de sons que vai do rock ao hip hop bem ao estilo de Rage, com espectaculares solos que nos são trazidos por Morello e que nos fazem lembrar Rage Against The Machine.
Boots Riley tem um timbre que por vezes faz lembrar Mos Def, mas fica atrás deste no que a qualidade diz respeito. No entanto encaixa na perfeição na sonoridade que esta banda nos apresenta.

Esta junção entre o Hip Hop, o Rock, o Rap Rock como alguns chamam, com uma critica social sempre presente, é uma lufada de ar fresco naquilo que ultimamente se tem feito.

Fiquem com o video "100 Little Curses" do album que tem o mesmo nome da banda... Street Sweeper Social Club.


Joel Ortiz - Never Sleep

Posted by Steven87 on Monday, July 20, 2009 comments (0)

Joell Ortiz é um dos melhores rappers que a Big Apple viu nascer nos ultimos tempos. Vindo directamente de Brooklyn, Joell Ortiz tenta reviver o verdadeiro Hip Hop. Com lyrics bastante conscientes e um flow inconfundivel sem nunca esquecer a sua origem underground...(como podem constatar no video que aqui vos deixo)

Arrisco a dizer que Joell Ortiz é o futuro do Hip Hop na East Coast, ou pelo menos do VERDADEIRO HIP HOP!!!

Fica aqui o mais recente video, lançado no final do passado mês de Junho...

I'm baaaaaaaaaaaaaaaaaack!!!!

Posted by Steven87 on Saturday, July 18, 2009 comments (0)


Pois é, depois de quase 1 mÊs!!!! 1 mês!!!! sem computador, estou de volta às lides da Internet!!! Portanto, criticas novas, colaborações, noticias e muito, muito mais a caminho...

Fiquem atentos...

Peace.

"St.87"

My debut @ Freestyle Mag... jÁ nAs bAncAs... cOmprem!!!

Posted by Steven87 on Thursday, June 11, 2009 comments (0)

Pois é, encontra-se já em todas as papelarias e quiosques do País, o numero 2 da revista Freestyle, que se dedica a promover esta nobre cultura urbana que é o Hip Hop...

Perguntam vocês o que de especial tem esta edição numero 2... Pois eu digo-vos o que tem de especial... Depois do blog, do site H2Tuga... chegou a hora da minha estreia na imprensa escrita, mais concretamente na página 46 desta publicaçao, podem ler a minha critica ao album que marca o regresso de Capone N Noreaga...Channel 10.

Comprem, assim podem contribuir para que continuemos a ter uma revista unica no panorama nacional. Excelente grafismo, muita musica, noticias, Graffiti...podem encontrar tudo isto nesta revista. Freestyle...não esqueçam este nome.

Peace.

Art is.......

Posted by Steven87 on Wednesday, May 06, 2009 comments (1)

"Art is the work of an artist who pours his or her soul onto the paper"

Um dia alguém disse isto e acreditem que é bem verdade, portanto e como eu não sou só apreciador de boa musica... Fiquem aí com algumas fotos (nem sempre bem focadas...) daquela que é uma das minhas formas preferidas de ocupar os tempos livres...desenhar. Como devem reparar colorir não é comigo, prefiro deixar as coisas preto no branco e deixar que cada um por si próprio possa colorir a obra apresentada... (grande desculpa para dizer que realmente prefiro obras a preto e branco e que não tenho grande paciência para o uso de mais cores que não estas...).

Portanto aí ficam alguns desenhos muito simples (graffitis obviamente ligados à esta cultura/ forma de estar na vida, que é o Hip Hop).







edUcation + eNtertainment = EDUTAINMENT









nO cOmments on this one... i'm jUst pLaying...



Newark, dA bRick City...NJ... nO place like hOme...













_________Che...by St.87___





____
________
__________
____________sOme kind of jOker...

Alert II!!! nEw Talents II - Black Violin & Nuttin But Stringz

Posted by Steven87 on Saturday, April 18, 2009 comments (0)


Black Violin (foto lado esquerdo) e Nuttin But Stringz são dois duos de violinistas da Florida. e de New York, respectivamente. Até aqui nada de especial, aquilo que difere ambos os duos de todos os outros, é o facto deles misturarem de uma forma no minimo, magistral, o som dos violinos com os ritmos do Hip Hop, digo-vos, é simplesmente brilhante aquilo que estes senhores fazem.

A verdade é que cada vez mais podemos assistir a esta "mistura" entre musica classica e Hip Hop, vejamos o caso de Paul Dateh... Sendo que na verdade foram estes os precursores deste novo género. É um estilo que a principio estranha-se, mas depois entranha-se... Acreditem que sendo apreciadores de boa musica, independentemente do género, certamente vão adorar ouvir.

É algo completamente novo e nunca visto aquilo que é produzido por estes talentosos musicos.
O album de estreia dos Black Violin, cujo nome é o que dá nome ao duo, já está na minha posse e a critica irá ver a luz do dia muito em breve. Dos Nuttin But Stringz (foto lado direito) também já existe um album de 2006 cujo single é aquele que vos aqui deixo... Espera-se que esta Primavera seja lançado o segundo album deste duo.


E como sempre, apreciem...Only Good Music...



Deixo-vos tambem dois videos dos Black Violin para terem uma ideia daquilo que eles são capazes...



Video Promocional do album...

Alert!!! New talent!!!

Posted by Steven87 on Friday, April 17, 2009 comments (0)

Paul Dateh para quem não conhece, é um compositor, cantor, violinista e pianista que mistura de forma magistral a musica clássica trazida pelo violino e pelo piano, com os ritmos contemporâneos do Hip Hop.
É um nome que lhes aconselho pois é, sem dúvida um dos maiores talentos que eu ouvi nos ultimos tempos.

Vejam os videos que aqui vos deixo... Certamente voltarei a falar deste talento, até porque o album de estreia já está no mercado...





Aqui fica uma actuação ao vivo com uma apresentação/entrevista do próprio Paul Dateh




Por ultimo fiquem aqui com um preview daquilo que é o album...

B-Real a solo... Smoke N Mirrors

Posted by Steven87 on Sunday, April 05, 2009 comments (0)


B-Real, o rapper/líder do grupo Cypress Hill, lançou o seu primeiro álbum a solo. Dá pelo nome de Smoke N Mirrors e conta com muitas e variadas participações, desde artistas com carreira feita como XZibit, Snoop Dogg, Kurupt, Damian Marley e obviamente de Sen Dog dos Cypress Hill, até outros cujo nome ainda não será tão conhecido das “maiorias”, como é o caso de Buckshot, Young De e outros.
No que toca a produção essa está a cargo do próprio B-Real, The Alchemist, Soopafly, Scoop Deville e J-Turner.
B-Real é um rapper conhecido de todos, seja pela sua capacidade de fazer grandes rimas, seja pelo seu flow ou então pela sua peculiar voz, B-Real é conhecido e reconhecido por todos.
Não esperem um álbum estilo Cypress pois não é esse o conceito deste álbum, B-Real distancia-se mesmo dessa ideia, este é um álbum de B-Real e não de Cypress Hill.
Sendo originário da California, o som característico desta zona dos Estados Unidos está patente ao longo de todo o álbum. O que tem de ser realçado é a mistura que B-Real conseguiu conjugar num único álbum, desde som West Coast, até som que mais parece NY, como é o caso de Everything U Want com Buckshot, até Reggae, no brilhante Fire com participação de Damian Marley. Está lá tudo.
Outros sons que gostaria de realçar são Psycho Realm Revolution, 1 Life (talvez aquele que mais faz lembrar Cypress, pelo uso da viola e por B-Real e Sen Dog rimarem em espanhol em grande parte do som), Dude vs Homie e aquele que para mim é a par de Fire, a pérola neste álbum, Get That Dough, com produção a cargo de um até agora desconhecido Young Mass, este som tem um beat fantástico de princípio a fim e B-Real não se faz rogado e mostra aqui que está mesmo em grande forma, seja nas rimas, no ritmo, simplesmente fantástico este som.
Resumindo, Smoke N Mirrors é um álbum ecléctico, cheio de ideias novas, beats frescos, fazendo deste trabalho de B-Real, o melhor álbum de Hip Hop que saiu no mercado norte-americano neste ano de 2009.
Para quem esperava algo demasiado colado aos Cypress Hill, desengane-se, é algo completamente diferente, novo, inovador, fresco.
Sem dúvida será um dos melhores álbuns do ano, dou 4 valores em 5.

B Real ft. Sick Jacken "Psycho Realm Revolution" Music Video *HQ OFFICIAL High Quality!

Posted by Steven87 on Friday, March 27, 2009 comments (0)

EPMD...theeeeeeeeey're baaaaaack...

Posted by Steven87 on Sunday, February 15, 2009 comments (0)

Primeiro single/video do album já em rotação... Esperem a critica, promete...

Lil Wayne means...Grammys...

Posted by Steven87 on Monday, February 09, 2009 comments (0)

Fica aqui a actuação ao vivo de Lil Wayne conjuntamente com Robin Thicke, na gala de entrega dos "Oscars da Musica"...

New Challenge has just begun......

Posted by Steven87 on Friday, January 23, 2009 comments (0)

Meus amigos, está on line desde do dia de hoje a minha primeira critica musical a um album de Hip Hop fora aqui da minha humilde casa.
Mais precisamente aqui, poderão ler algumas das minhas crónicas a albuns internacionais.

Para dar inicio a este meu périplo no melhor site nacional cujo tema é o Hip Hop, foi escolhido o mais recente album de Kanye West, 808s Heartbreak...
Continuarei a publicar essas mesmas criticas aqui no blog, portanto mantenham aí este humilde link na vossa barra de favoritos, ok?!...

Vão ao site e digam de vossa justiça.

Peace.

New Video... The Game ft Ne-Yo - "Camera Phone"

Posted by Steven87 on Friday, January 16, 2009 comments (0)

Aquele que na minha opinião é o melhor rapper da West Coast neste momento, lança um novo video, desta feita com a participação de Ne-Yo... Camera Phone...

Vejam e digam de vossa justiça...


Notorious...

Posted by Steven87 on Friday, January 16, 2009 comments (0)

Para os mais desatentos, chega hoje às salas de cinema americanas o aguardado filme que retrata a vida de um dos melhores de sempre no Hip Hop... Notorious B.I.G.

Aqui fica o trailer...

Call 112... Slim is back...

Posted by Steven87 on Monday, December 08, 2008 comments (0)

Slim, um dos elementos do colectivo 112, que ficou mundialmente conhecido pela afiliação à Bad Boy Records de P.Diddy, está de volta ao activo com o lançamento do álbum Love’s Crazy.
Este álbum está no mercado desde o dia 18 de Novembro e é na minha opinião um dos melhores do ano dentro do género.
Conta com participações de rappers como Big Boi (dos Outkast), Fabolous, Young Berg e Yung Joc e ainda com a participação especial de Faith Evans.
Para começo de festividades, "She Got That", som que não conta nenhuma participação especial (e para quê???), muito bom som para começar, grande beat, começa por parecer um som tipicamente sulista, mas na verdade é um club banger no seu esplendor. Grande beat, e Slim a mostrar que a voz continua lá e melhor que nunca!!! (depois de ouvir este som pela primeira vez previ logo que poderia estar perante um dos melhores do ano).
De seguida temos um som muito “clean”, “Good Lovin” com participações de Fabolous e do produtor/cantor Ryan Leslie. Sons simples onde Fabolous com uma participação curtinha mas cheia de flow e principalmente, sem destoar naquilo que era verdadeiramente a essência deste som.
Yung Joc não é o dos meus rappers favoritos, bem pelo contrário… “So Fly” é o som que se segue na tracklist e conta com a sua participação e é um dos mais fraquinhos do álbum, som demasiado simples, Yung Joc não traz nada de novo ao som, demasiado minimalista na minha opinião… curiosamente este som é o primeiro single do álbum (lembram-se de eu em outros álbuns dizer que os singles na maioria das vezes não saõ o melhor que esse álbum tem para oferecer, mas sim aquilo que a maioria quer ouvir. Pois bem, mais uma vez este single é talvez o pior som de todo o álbum e no entanto é aquele que primeiramente é promovido...divirtam-se a ouvir então este single, mas uma coisa vos digo, as editoras a mim não enganam…).
Prova daquilo que falei ainda agora é que o som que se segue é no mínimo uma obra-prima nos tempos que correm, no que ao R’n’B diz respeito também não se tem vivido um grande tempo em grandes lançamentos, pois bem, este som,”So Gone”, que junta de novo 2 ex Bad Boy Records (Faith Evans e Slim) é muito bom mesmo, com um som extremamente romântico bem ao estilo R’n’B anos 90.
Aquilo que escrevi para o som anterior posso também escrevê-lo para caracterizar este “Sweet Baby”. Depois de duas preciosidades temos que ouvir Yung Berg em “Heels On”. Rapper sulista que lá vai fazendo o seu número (e certamente o pessoal do crunk music, southern rap/hip hop…vai adorar) mas a mim não consegue convencer. Até a entrada do Slim este som é banal, apenas a sua voz e maneira de cantar consegue dar um ar fresh a este som…
De seguida “Bedtime Stories” é o típico som 112 do final dos anos 90, bem à maneira de “It’s Over Now” (lembram-se?!). é um som que como o próprio nome indica tem um cariz um tanto ao quanto sexual, mas a verdade é que é isso que dá um toque diferente ao R’n’B…
“U Got Me Addicted” é um daqueles sons em que os primeiros 20 segundos podiam muito bem desaparecer, pois nada têm a ver com o resto do som. Começando com uma daquelas típicas introduções Southside Club Banger… a verdade é que este som nada tem que ver com esse tipo de som, bem pelo contrário. Som extremamente calmo com um beat e vocals perfeitos.
“Don’t Say It” é mais um daqueles que fica no ouvido, beat forte e Slim sem destoar, sempre naquela toada calma que já nos habituou ao longo dos anos, por cima de um som que consegue juntar a melodia, o beat, vocals e ainda a parte dançável que por vezes vai faltando, este som é um dos melhores do álbum sem duvida…
Depois de um dos melhores, fica aqui um mais fraquinho, este totalmente virado para as pistas de dança, “Leave U Alone” é diferente de todo o resto do álbum, tem muito mais ritmo mas ao mesmo tempo peca pela voz do Slim, pois Slim não está talhado para este tipo de som, mas mesmo assim não posso dizer que seja um mau som, é apenas mais fraco que o resto do álbum.
No penúltimo som do álbum temos “Apologize”, e eu pergunto, desculpas de quê?! É que só se for por não serem lançados mais álbuns desta qualidade com uma frequência maior… Para finalizar temos o som que dá nome ao álbum “Love’s Crazy”. Para finalizar de uma maneira diferente, Slim tem aqui a participação de Big Boi dos Outkast e a verdade é que o ritmo dado a este som por parte deste último é algo que certamente todos os apreciadores de boa música vão gostar, de certeza!!!
Pois aqui finalizo mais uma crítica a um álbum que como disse anteriormente, irá aparecer na minha lista de melhores do ano. Depois de tanto tempo sem escrever (agradeçam a falta de qualidade sonora que é lançada para o mercado discográfico…….eu até escrevia mais, mas a falta de qualidade infelizmente é gritante…)
Este álbum é uma lufada de ar fresco no mundo do R’n’B, esperemos que proximamente possamos ter o prazer de ouvir mais sons deste tipo...

Quase me esquecia, mais duas críticas estão em fase de preparação, portanto este fim de ano parece estar a ser produtivo... Vejam o Video Of The Week aqui no blog, é o segundo single deste album...

Peeeeeeeeeeeace.

This weekend... "One More Drink" com Ludacris

Posted by Steven87 on Friday, December 05, 2008 comments (0)





Novo single de Ludacris com T-Pain (divirtam-se com o video)...A critica ao album também já está a caminho...Aguardem...

Peeeeeeeeeeeace...

Raw Footage...4real!!!

Posted by Steven87 on Thursday, September 04, 2008 comments (0)

Raw Footage é o mais recente album gravado pelo veterano, old school gangsta rapper, ICE CUBE!!! Pois é, este veterano da West Coast, antigo membro dos NWA, regressa ao activo com o seu 9º album a solo.
Para quem aqui leu e ouviu o album de WC, que foi lançado no mercado discográfico no ano passado, era por demais obvio que Ice Cube devia estar a preparar algo de explosivo. Pois assim é, Raw Footage é no minimo...Gangsta!!! Pure West Coast Rap!!! Para o pessoal que como eu é fã deste tipo de som, vão-se passar com os fat beats, o flow totalmente gangsta, ofensivo, intimidatório de Cube.
São 16 tracks de puro Hip Hop made in West Coast. Depois do album de WC, depois The Game e agora Ice Cube...podemos dizer...The West Coast is f'****n back!!! 4 real!!!
Para provar o valor deste album está a entrada directa no 1º lugar do top da Billboard. Um grande feito para um tipo de som que por vezes é preterido em detrimento de outros sons mais comerciais.
Confesso que depois do album de 2006 (Laugh Now, Cry Later) estava curioso para ver qual o tipo de intervençao de Ice Cube na cena Hip Hop, pois passados 2 anos, posso dizer sem qualquer tipo de duvida que a espera por um album novo valeu a pena.
O album começa com um texto lido pelo actor Keith David, voz intimadatoria e que dá o empurrão perfeito para o que se segue. E o que se segue é um som bem conseguido de seu nome "I Got My Locs On", com participação de Young Jeezy, este som não é na minha opinião dos melhores do album, mas consegue servir de entrada para o que vem a seguir, logo aqui podemos apreciar um Ice Cube forte nas lyrics e muito bem no flow, sempre com aquela cadência de rimar que não se perdeu ao longo dos anos. A faixa nº3 "It Takes A Nation" começa com Ice Cube a dizer..."There are 7 wonders in the world, u about to witness the 8...". Pois aqui discordo não naquilo que Ice Cube pode querer dizer com isto, mas isso sim, com o facto de esta faixa ser a 3ª e não a 2ª, pois uma frase deste tipo e tendo ainda a qualidade do beat sobre a qual é dita merecia ter um lugar mais destacado. Seria como um statement feito logo de inicio por Cube para o Mundo. Mas pronto, falando do som propriamente dito, vale a pena ouvir, aquele piano a la West Coast é do melhor e o beat, sempre fat e constante!!! Meus amigos é do melhor.
De seguida chega o primeiro single do album, "Gangsta Rap Made Me Do It", lá está novamente o piano tipico e os fat beats. Aconselho a ouvir atentamente esta faixa, pois para além do conteudo do beat, vale a pena escutar as lyrics atentamente.
"Hood Mentality" é o que se segue, desta faixa fica a frase "The hood is where i'm from but is not what i am", frase que tem a chancela, mais uma vez, do actor Keith David. Atenção às lyrics e atençao a este beat, quem está familiarizado com este tipo de musica vai certamente reconhecer este beat de algumas mixtapes (lembrem-se de Twista...), aqui Ice Cube aproveitou muito bem este beat e deu-lhe o seu cunho pessoal. Excelente nas lyrics e no flow apresentado este som tem ainda a particularidade de ser extremamente agradável e melodioso (a parte do refrão está muito boa).
Se falei ainda agora de um som melodioso...que dizer deste "Why Me?", com participação de Musiq Soulchild (agora é apenas Musiq, mas para mim que já ouço a tanto tempo continua a ser Soulchild). Este som meus amigos, preparem-se, do melhor que ouviram de Ice Cube não só nos ultimos tempos, mas sim em toda a carreira. A maneira peculiar de Ice Cube entrar em cada rima completamente ao ataque, com rimas fortissimas, aqui ganhei um particular interesse por saber como Cube se ia entrosar com Musiq Soulchild, um tipico r'n'b/soul singer. Mas digo-vos, areciador de bom Hip Hop, têm de ouvir, é do melhor que se fez e irá fazer certamente este ano. Espero que tenha lugar a single, pois ao nivel da qualidade é do melhor em todo o album.
Faixa 7, mais uma com o carimbo dos produtores Teak "Da Beatsmith" Underdue & Dee Underdue. Mais uma vez "Cold Places" já não espanta pela qualidade. Estes produtores certamente darão que falar, pois com este tipo de procuções vos garanto que irão ter grande hits, head bangers por toda a parte!!! Este som mistura o melhor de 2 mundos, o som mais pesado da West Coast com sons mais "dançáveis" e mesmo agradáveis (para quem não está habituado ao tipo de som West Coast) que levam a que este som chegue a estas 2 facções do Hip Hop...
"Jack N The Box" é o que se segue, não tão bom como os beats anteriores, mas mesmo assim acima da média do que se tem feito no mundo do Hip Hop, Ice Cube com aquele flow salva qualquer beat, mesmo com aqueles sons extremamente irritantes que vão aparecendo pelo meio, a maneira de rimar de Ice Cube e as suas lyrics salvam este som. "Do Ya Thang", tem a particularidade de começar com um som extremamente minimalista, mas à medida que vai avançando a construção do beat e a rima de Ice Cube se vai desenvolvendo o beat que começou tao simples, acaba por melhorar bastante, acabando por ser considerado um som razoável (será o segundo single do album).
"Thank God" é politicamente...(in)correcto!!! Começa com uma passagem de Ice Cube ao vivo, onde ataca em diversas frentes (Guerra no Iraque...fome em África). Depois desta entrada caaaalma (ironia), começa Ice Cube, simplesmente fantástico, é no minimo assim que defino este som, tem tudo, beat, lyrics, flow, musicalidade...e no refrão tem uma frase que tenho mesmo de concordar "...Thank God the Gangstas back!!!..." é que é mesmo caso para dizer isto, pois este album tem uma quantidade enorme de beats fabulosos, que entrarao nos melhores do ano certamente. "Here He Come", faz jus ao nome do album, é um dos sons mais raw de todo o album, podendo dizer que está bom dentro do género (outra vez o piano a funcionar) mas para quem não está acostumado com este tipo de som, certamente terá dificuldade em gostar...
O próximo som é uma verdade que se constata, infelizmente, bastante em Portugal. "Get Money, Spend Money...No Money" é o nome da faixa. Como podem constatar estou a ser irónico, mas é aquilo que acontece por aqui, quando se tem dinheiro gasta-se esse e mais outro que não se tem e de repente não há dinheiro...história interessante que Ice Cube nos traz, para escutar com atenção.
Quando vi as participações de WC e The Game em "Get Use To It" confesso que fiquei extremamente interessado em ouvir este som, mas no final de contas não me impressionou em nada, o beat é realmente...fraquinho. Para um album que tem tantas e belissimas produções de beats, este beat em que este dois senhores da West Coast entram podia e deveria ser bem melhor...Apesar das brilhantes participações dos três rappers, confesso que esperava mais deste som.
"Tomorrow", aqui está o regresso do bom e belo som West Coast Gangsta Rap!!! Tipicamente Ice Cube e por isso mesmo, muito bom. Como Ice Cube nos diz "...don't be worry about tomorrow... the Future is today"
DJ Crazy Toones, o DJ preferido do pessoal da West Coast por estes dias, também faz uma aparição na produção, no caso na penúltima faixa, "Stand Tall". Som bastante calmo com Cube mais uma vez a dar uma lição de como fazer um beat tão simples, calmo e diria até, banal, parecer algo de extraordinario e espantosamente fora do comum (para aquilo que se conhece de Cube).
" Take Me Away" começa com a mitica frase..."today was a good day" . Brilhante a forma de acabar o album, estes pequenos pormenores, aproveitar o passado utilizando estes adereços para enriquecer um album que por si só já é acima da média. Com a participação de Butch Cassidy nos vocals, este som é a melhor maneira de acabar o album, som forte, mas não demasiado pesado, Butch Cassidy está simples nos vocals mas eficaz.
Certamente este album, apesar de estar em 1º lugar no top da Billboard neste momento, o mais certo é daqui a umas semanas já ninguem olhar para ele, pois a quantidade de albuns de pseudo-HipHop que é editado todas as semanas faz com que bom material como este album acabe no esquecimento do publico em geral...Eu só espero que quem ler este post possa procurar por este album pois eu garanto que vale mesmo a pena ouvir, até porque este tipo de som ainda não é muito apreciado por estas bandas, vejo-me na obrigação de fazer alguma publicidade, pois é disso mesmo que este blog trata, dar a conhecer o melhor que se faz dentro do Hip Hop.

Carter wHo???

Posted by Steven87 on Sunday, August 24, 2008 comments (0)

Se existe neste momento um rapper que "domina" o mercado do Hip Hop, esse rapper é sem duvida Lil' Wayne. Pois é, o protegido de Birdman está em alta rotação nos Estados Unidos (pude constatar isso mesmo in loco), sendo o seu mais recente album, Tha Carter III, numero 1 no top da Billboard à várias semanas.
Confesso que nunca fui grande admirador deste rapper proveniente de New Orleans, até porque nunca me tinha convencido verdadeiramente do seu valor. No entanto neste album dá-se uma viragem na abordagem de Lil'Wayne, fugiu um pouco ao tipico som "dirty south" (que eu não sou particular adepto...) e aparece renovado. Dois bons exemplos dessa mudança sao "Mr Carter" com a participação de Jay-Z (de volta aos bons velhos tempos) e ainda "Tie My Hands" que conta com a brilhante participação do R'n'B singer Robin Thicke, se não conhecem, aconselho a escutarem o seu ultimo album, no minimo brilhante. Este som é mesmo dos meus favoritos em todo album, muito bem Lil'Wayne nas lyrics, belo flow, nice beat e espectacular interpretação de Thicke nos vocals...
Nem tudo são rosas neste album, obviamente existem alguns espinhos, no caso quero alertar para sons como "A Millie", que até é um dos singles do album (como eu sempre digo, nem sempre os singles são o melhor que está no album, bem pelo contrário), é um som totalmente virado para a nova geração, som sem qualquer sentido de Hip Hop, fraquissimo beat, nem as lyrics de Lil'Wayne salvam este som, minimalista, muito fraco. De resto, os outros sons a destacar pela positiva, são sem duvida "3 Peat", som que abre a tracklist e que prepara muito bem o caminho para o que vem a seguir, "Lollipop" que não sendo um som acima da média, não é o melhor do album mas tem bastante qualidade (video também aparecerá aqui no blog), "Comfortable" com a participação do veterano do R'n'B, Babyface... a malta mais habituada a acompanhar a cena R'n'B tem de obrigatoriamente conhecer este senhor.
Um som mais para as pistas de dança, com um ritmo impressionante de principio ao fim é "Got Money", com T-Pain (outro que não sou particular adepto mas que aqui deu uma bela ajuda a Wayne). Um dos sons mais pesados do album dá pelo nome de "Phone Home", e Lil'Wayne não desilude, mais uma brilhante chuva de hot lyrics por parte de Wayne...
Um som que eu gostei mesmo de ouvir e que no carro passa muito bem é "Mrs. Officer" e conta com a participação de Bobby Valentino, a letra é no minimo hilariante, contando a história pela qual Lil'Wayne tenta engatar uma agente da autoridade...muito bom!!!
Outro som muito apreciado é "La La La", não se deixem impressionar pelo nome tão simples, pois ao nivel de beat, musicalidade, flow, lyrics, este som tem lá tudo...só mesmo o refrão é mais simples, bem ao estilo dos anos 90 em que muitos rappers utilizavam este tipo de abordagem nas suas musicas e que ao longo do tempo se foi perdendo, Wayne aqui fez questão de utilizar e digo que o resultado foi positivo.
Para o pessoal mais ligado ao Hip Hop mais pesado, em que aquilo que interessa é mesmo o beat e as lyrics, entao "You Ain't Nothing On Me" está lá!!! Com a participação de Juelz Santana e, principalmente, de Fabolous (para quem, como eu, pensava que este jovem já não conseguia fazer uma rima da qual não fizesse parte a sigla F.A.B.O.L.O.U.S, pois neste som Fa mostra que está de volta à boa forma que o caracterizou no inicio desta década).
Nada melhor para finalizar um album que mostrar os pensamentos de um homem, que ainda é jovem e que com o tempo só pode melhorar, este ultimo som é simplesmente genial, um beat simples mas que fica no ouvido, dura nada mais nada menos que 9 minutos!!! mas garanto que quem verdadeiramente gosta de Hip Hop e que acima de tudo se interessa pelos problemas que a nossa sociedade vive (no caso a mais visada é a americana), vai ter de ouvir os 9 minutos por completo, garanto que vale a pena.

Aqui fica o video...Lollipop

Disfrutem